A influência dos imigrantes na cultura brasileira

Leia os textos motivadores.

TEXTO 1

O hibridismo cultural é um fenômeno histórico-social que existe desde os primeiros deslocamentos humanos, quando esses deslocamentos resultam em contatos permanentes entre grupos distintos. O continente latino-americano é um lugar por excelência para a ocorrência do hibridismo cultural, porque é um espaço de imigração e migração desde eras remotas. Todo sujeito migrante é um sujeito híbrido, porque, quando deixa sua terra, torna-se diferente, pois os outros homens que encontra na terra estrangeira têm outros costumes e outras crenças; ouve outro tipo de música e dança em outro ritmo. O ritmo que trouxe une ao que encontra e inicia o processo de hibridismo cultural. A palavra sujeito aqui, neste texto, tem o significado de grupo ou comunidade.

O incentivo à imigração feito pelo governo do Brasil no século XIX foi parte de um projeto de branqueamento da população, que se daria pela mistura entre os povos nativos, os escravos e os imigrantes europeus, acentuando uma mestiçagem em termos raciais e culturais. Depois que os escravos foram libertos sem a preparação para viverem como homens livres e assalariados, a agricultura tornou-se lugar de demanda de mão-de-obra. Em alguns países europeus, o desemprego levara algumas comunidades à penúria. O Brasil tornou-se, para essas comunidades, um novo eldorado. As páginas das obras mais famosas da literatura produzida no século XIX mostram a fetichização do branco na sociedade brasileira. Para a comprovação dessa tese nem é necessário um recurso aos ensaios então publicados, basta uma leitura de obras como as de Joaquim Manoel de Macedo e de outros autores em que as escravas dignas de sofrer os dramas existenciais das heroínas românticas eram todas brancas, a ênfase nessa cor como item de ascendência social está presente também em personagens do Mulato, de Aluísio Azevedo. Essas obras, escritas no período escravocrata, apresentam, portanto, como protagonistas injustiçadas e com inteligência superior, as escravas que nasciam das visitas que os senhores da casa-grande ou seus filhos faziam às senzalas. Desses contatos nasciam escravos brancos ou mulatos, alguns com predominância de características físicas próprias dos brancos. Essa valorização do branco, enquanto personagem de obras ficcionais, responde a uma tendência do pensamento dominante à época, quando se acreditava que os europeus fossem superiores. Essa crença motivou a imigração. Afinal, urgia substituir os traços da cultura africana, a partir da aceitação dos traços de uma cultura tida como hegemônica. Esse acontecimento, como aspecto dos elementos históricos envolvidos na colonização é parte de uma história iniciada, na América, em fins do século XV.

Adaptado de: https://periodicos.fclar.unesp.br/itinerarios/article/view/1127

TEXTO 2

Na paisagem urbana, bairros como o da Liberdade, em São Paulo, e cidades, como Bastos, no interior do Estado paulista, e Assaí, no Paraná, foram fundados por imigrantes japoneses e conservam até hoje características do país oriental. Para o doutor em História das Artes Marciais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) Tiago Oviedo Frosi, a relação que se desenvolveu entre as culturas japonesa e brasileira é uma das experiências bem-sucedidas de integração entre povos que ocorreram no século 20.

Frosi defende que coube às artes marciais, prática capaz de superar barreiras linguísticas e de comunicação, a primeira ponte estabelecida nessa improvável relação de culturas tão diferentes quanto foi Brasil-Japão.

No campo das religiões trazidas pelos imigrantes japoneses, há destaque para o budismo, que veio para o Brasil no começo do século 20, mas foi perseguido por causa do preconceito com as religiões orientais e por causa da barreira linguística. Para conseguirem imigrar, monges japoneses entravam no país vestidos de agricultores, como eram a maioria dos imigrantes orientais. Além disso, o habito de consumir hortaliças nas principais refeições no Brasil foi um costume herdado dos primeiros imigrantes japoneses.

Adaptado de: https://www.bbc.com/portuguese/brasil-44526338

Com base na leitura dos seguintes textos motivadores e nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo, em modalidade escrita formal da língua portuguesa, sobre o tema a influência dos imigrantes na cultura brasileira.