As dificuldades de trabalhar em grupo.

Leia os textos motivadores.

TEXTO 1

Adaptado de: http://blogs.correiobraziliense.com.br/aricunha/o-verbo-no-passado/

TEXTO 2

CONCEITUAÇÕES DE GRUPO E PROCESSO GRUPAL

Na educação, quando se pensa em trabalho em grupo, destaca-se que ele favorece a interação entre os alunos, incrementando a qualidade das aprendizagens e a aquisição de novos conhecimentos. Além disso, desenvolve as habilidades sociais, possibilitando o diálogo entre os integrantes do grupo, facilitando a comunicação e a inclusão dos mesmos no grupo. É oportuno dizer que os alunos compreendem o que significa ajuda mútua em suas aprendizagens durante o trabalho em grupo, favorecendo a cooperação face às intenções do grupo.

Vários autores vêm dedicando seus estudos a este tema. Entre estes autores, a educadora Madalena Freire, em seu texto “O que é um grupo?”, define grupo falando de suas características e do papel de cada integrante. 

Segundo Madalena Freire (2005) há dois tipos de grupos: o primário e o secundário. O primário é a família; e o secundário são grupos de estudo, trabalho, instituições etc. Através desses grupos, afirma a autora, encontramos a forma de ser, de estar no mundo, desempenhando papéis que se mantêm, muitas vezes, no decorrer de nossa vida.

Adaptado de: https://lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/35714/000816117.pdf

TEXTO 3

Adaptado de: http://escolabcsitb.blogspot.com/2016/06/redacao-no-enem-importancia-dos.html

TEXTO 4

O segundo texto de 1931, Introdução Psicológica à Educação Internacional (Piaget 1931b/1998, p. 85), apresenta uma nova forma de compreender a cooperação: o método da cooperação. Nesse sentido, destaca-se: 

A ideia que defendemos é bem mais concreta: trata-se apenas de criar em cada pessoa um método de compreensão e de reciprocidade. Que cada um, sem abandonar seu ponto de vista, e sem procurar suprimir suas crenças e seus sentimentos, que fazem dele um homem de carne e osso, vinculado a uma porção bem delimitada e bem viva do universo, aprenda a se situar no conjunto dos outros homens. Que cada um se agarre assim à sua própria perspectiva, como a única que conhece desde dentro, mas compreenda sobretudo que a verdade, em todas as coisas, nunca se encontra pronta, mas é elaborada penosamente, graças à própria coordenação dessas perspectivas.

Adaptado de: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2175-6236201200020001

Com base na leitura dos textos motivadores e nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo, em modalidade escrita formal da língua portuguesa, sobre o tema as dificuldades de se trabalhar em grupo.