Caminhos para acabar com o consumo de bebidas alcóolicas por adolescentes.

Leia os textos motivadores.

TEXTO 1

“Para compensar as pressões sociais e até mesmo profissionais, à noite eles (sul coreanos) não poupam energia. Este aqui é o bairro onde a noite “bomba”. O nome é Hongdae. (…) O coreano é o povo que mais bebe no mundo. Nos Estados Unidos, eles bebem em médias 3 doses de destilado por semana. Na Rússia, 5. Aqui, 14. E a bebida mais barata aqui é o Soju. Cada uma dessas garrafinhas custa em média 2 dólares. Então é muito barato, é muito acessível e dizem que eles bebem mais de 5 milhões dessas garrafinhas por dia. Parece muito divertido, mas, na verdade, é um problema sério para o Governo. (…) Pesquisas mostram que aqui você vai encontrar mais de 1,5 milhão de alcoólatras. A polícia tem um problema sério, porque 70% dos casos com os quais eles têm que lidar envolvem álcool. Pessoas com coma alcoólico é uma coisa aceita. A gente fala muito sobre o K-Pop, são as grandes celebridades da Coréia do Sul. Boa parte deles ganha muita grana fazendo propaganda para remédio contra ressaca, para bebidas. Então, da mesma forma que a cultura pop é lucrativa para o país, a cultura da bebida é muito lucrativa, mas só para os fabricantes.”

Adaptado de: https://www.youtube.com/watch?v=XSniZFC51Yw

TEXTO 2

O consumo de álcool cai 11% no Brasil, mas aumenta entre jovens e idosos.

O CISA (Centro de Informações sobre Saúde e Álcool) acaba de lançar um panorama completo sobre o consumo de bebidas alcoólicas no Brasil entre 2010 e 2017. O documento reúne pesquisas feitas nesse período por entidades como Ministério da Saúde e Organização Mundial de Saúde (OMS) e mostra, no geral, uma redução na ingestão de cerveja e companhia.

Em média, a primeira experiência da garotada com o álcool acontece cedo. Em média, aos 12 anos de idade, segundo a última edição da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE). Por isso, o índice de jovens entre 13 e 15 anos que dão suas tragadas aumentou de 50,3% para 55,5% em três anos. No Rio Grande do Sul, essa prevalência chega a 68%.

Adaptado de: https://saude.abril.com.br/medicina/consumo-de-alcool-cai-11-no-brasil-mas-aumenta-entre-jovens-e-idosos/

TEXTO 3

A publicidade de cerveja pode influenciar não só quais marcas da bebida crianças e adolescentes irão consumir, mas também a quantidade. De acordo com um estudo publicado no periódico científico Journal of Studies on Alcohol and Drugs, os menores de idade expostos a uma grande quantidade de anúncios de bebidas alcoólicas consumiam, por mês, mais de 200 doses de bebida, em comparação com apenas 14 doses naqueles que não assistiam nenhum comercial de bebida alcoólica. 

No estudo, pesquisadores americanos analisaram o consumo de álcool e a frequência com que mais de 1.000 crianças e jovens com idade entre 13 e 20 anos – nos Estados Unidos, a idade mínima para o consumo de álcool é de 21 anos – viam anúncios de cerveja pela televisão durante um mês. Os resultados mostraram que, no mês anterior ao estudo, aqueles que não viam nenhum comercial de bebida alcoólica beberam cerca de 14 doses de álcool. Esse número subiu para 33 doses naqueles que tinham visto um montante médio de publicidade e chegou a mais de 200 doses nos menores expostos a uma grande quantidade de anúncios de bebidas alcoólicas.

Para Ralph Blackman, presidente da ONG Responsibility.org, dedicada em reduzir o hábito de dirigir embriagado e do consumo de álcool por menores, mais do que a publicidade, os pais desempenham um papel fundamental na decisão de um menor beber ou não. De acordo com o Relatório Roper sobre a Juventude 2016, realizado anualmente pela consultoria GFK sobre as influências que levam os jovens a consumir álcool, a influência dos pais no desenvolvimento dessa prática foi 71 vezes superior à da publicidade.

Adaptado de: https://veja.abril.com.br/saude/propaganda-e-habito-dos-pais-estimulam-sim-o-consumo-de-alcool/

Com base na leitura dos textos motivadores e nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo, em modalidade escrita formal da língua portuguesa, sobre o tema caminhos para acabar com o consumo de bebidas alcóolicas por adolescentes, apresentando proposta de intervenção que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.