Controle da poluição e administração de resíduos sólidos

Leia os textos motivadores.

TEXTO 1

CAPÍTULO II
DOS PRINCÍPIOS E OBJETIVOS 

Art. 7o  São objetivos da Política Nacional de Resíduos Sólidos: 

I – proteção da saúde pública e da qualidade ambiental; 

II – não geração, redução, reutilização, reciclagem e tratamento dos resíduos sólidos, bem como disposição final ambientalmente adequada dos rejeitos; 

III – estímulo à adoção de padrões sustentáveis de produção e consumo de bens e serviços; 

IV – adoção, desenvolvimento e aprimoramento de tecnologias limpas como forma de minimizar impactos ambientais; 

V – redução do volume e da periculosidade dos resíduos perigosos; 

VI – incentivo à indústria da reciclagem, tendo em vista fomentar o uso de matérias-primas e insumos derivados de materiais recicláveis e reciclados; 

VII – gestão integrada de resíduos sólidos;

Fonte http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12305.htm

TEXTO 2

Fonte https://www.bbc.com/portuguese/geral-59065359

TEXTO 3

Lixões no Brasil geram 27 milhões de toneladas de CO2 no planeta, diz estudo

Os cerca de 3 mil lixões que ainda existem no Brasil lançam cerca de 27 milhões de toneladas de CO2 equivalentes por ano, segundo um levantamento feito por especialistas da Orizon Valorização de Resíduos, empresa responsável por fazer a gestão de diversos ecoparques no país.

O CEO da Orizon, Milton Pilão, que está em Glasglow, na Escócia, para participar da Conferência da Organização das Nações Unidas (ONU) para Mudanças Climáticas, a COP26, explicou que a destinação ambientalmente adequada dos resíduos e o beneficiamento desses materiais são capazes de contribuir significativamente com a redução das emissões que causam o efeito estufa.

O setor de saneamento é uma grande fonte de produção de gás metano no Brasil, com o equivalente a 90MtCO2eq por ano, o que representa 5% das emissões brasileiras. Dentro desta conta, 58 MtCO2eq por ano vem de aterros sanitários e lixões clandestinos. […]

Atualmente, o Brasil produz cerca de 80 milhões de toneladas de lixo todos os anos e 50% disso ainda vai para locais de despejo ilegal. O potencial de mercado é enorme e a contribuição ambiental que o setor de tratamento e beneficiamento de resíduos sólidos pode dar é ainda maior.

“São mais 2,1 milhões de toneladas de gás carbônico equivalente que deixam de ir anualmente para a atmosfera, a partir da valorização de resíduos em nossos ecoparques. Seria o mesmo que plantar quase 20 milhões de árvores ou retirar mais de 1 milhão de carros das ruas anualmente. Já geramos mais de 6 milhões de créditos de carbono, mas não estamos satisfeitos. Nossa ambição é chegar em 2030 tendo superado os 50 milhões tCO2eq”, explica o CEO da Orizon.

Fonte https://www.cnnbrasil.com.br/nacional/lixoes-no-brasil-provocam-27-milhoes-de-toneladas-de-co2-no-planeta-diz-estudo/

PROPOSTA

A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo em modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema “Controle da poluição e administração de resíduos sólidos”, apresentando proposta de intervenção que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.